João de Deus

Publicado pelo Keeper of the Diary no dia 11 de Janeiro de 2007 às 23:50

João de DeusJoão de Deus de Nogueira Ramos nasceu em São Bartolomeu de Messines a 8 de Março de 1830 e faleceu em Lisboa, no dia 11 de Janeiro de 1896.

Mais conhecido por João de Deus, foi um eminente poeta lírico, considerado à época o primeiro do seu tempo, e o proponente de um método de ensino da leitura, assente numa Cartilha Maternal por ele escrita, que teve grande aceitação popular, sendo ainda utilizado. Gozou de extraordinária popularidade, tendo sido quase um culto! Foi ainda em vida objecto das mais variadas homenagens e, aquando da sua morte, sepultado no Panteão Nacional.

Foi considerado o poeta do amor. baixar iq option pc


A Insulina

Publicado pelo Keeper of the Diary no dia 11 de Janeiro de 2007 às 23:39

Injecção de InsulinaA Insulina é a hormona responsável pela redução da glicemia, isto é, a taxa de glicose no sangue, ao forçar a entrada da glicose nas células. Também é essencial no consumo de hidratos de carbono, na síntese de proteínas e no armazenamento de gorduras.

É produzida no pâncreas, agindo numa grande parte das células do organismo, como as células presentes em músculos e no tecido adiposo, apesar de não agir em células particulares como as células nervosas.

Quando a produção de insulina é deficiente, a glicose acumula-se no sangue e na urina, matando as células de fome: diabetes mellitus. Para pacientes nessa condição, a insulina é provida através de injecções, ou bombas de insulina. Recentemente foi aprovado o uso de insulina inalada. Porém, ainda há controvérsias acerca do uso do produto comercializado pela Pfizer. A agência de saúde britânica não recomenda o seu uso.

Foi usada pela primeira vez, em 1922, num rapaz diabético canadense.


Coco Chanel

Publicado pelo Keeper of the Diary no dia 10 de Janeiro de 2007 às 20:00

Coco ChanelGabrielle Bonheur Chanel nasceu em download iq option pc Saumur, França, a 19 de Agosto de 1883, tendo falecido a 10 de Janeiro de 1971. Chanel, mais conhecida como Coco Chanel, foi uma importante estilista francesa e uma mulher à frente do seu tempo. As suas criações até hoje ditam e influenciam a moda mundial.

Em 1903, com 20 anos, Gabrielle sai do colégio interno e tenta procurar emprego na área do comércio, dança como bailarina e também faz as suas tentativas no Teatro, onde raramente teve grandes papeis devido à sua estatura. Mais tarde, já com 25 anos, Chanel conhece um rico comerciante de tecidos, chamado Etienne Balsan, com vai viver.

Por volta de 1910, na capital francesa, Coco vai conhecer o grande amor da sua vida, um milionário inglês, chamado Artur Boyle, que a vai ajudar a abrir a sua primeira loja de chapéus. A loja Chanel iria tornar-se um sucesso e apareceria nas revistas de moda mais famosas de Paris.

Com este amor, Chanel aprenderia a frequentar o meio sofisticado da Cidade Luz.

Algum tempo depois, Boyle acaba a sua relação com Gabrielle para casar com uma inglesa, morrendo meses mais tarde num desastre de avião.

Chanel abre a sua primeira casa de costura e comercializa também os seus chapéus. Nessa mesma casa começa a vender roupa desportiva para ir praia e montar a cavalo e iria inventar também as primeiras calças para mulher. No início dos anos 20, Chanel conhece e apaixona-se por um príncipe russo pobre Dimitri Paulovitch, que tinha fugido com a sua família da Rússia. A sua relação com Paulovitch vai fazer com que Chanel comece a desenhar roupa com bordados do folclore russo e para isso contrata 20 bordadeiras. Neste período, Chanel vai conhecer muitos artistas importantes, como Picasso, Luchino Visconti, Greta Garbo, entre outros.

Perfumes ChanelAs suas roupas vestiram as grandes actrizes de Hollywood e o seu estilo ditava a moda em todo o mundo. Além de confecções próprias, desenvolveu perfumes com a sua marca. Em 1936 iria cria o perfume que a iria converter numa super celebridade por todo mundo, o nome do perfume era nº5, porque era o seu algarismo da sorte. Depois deste perfume também iria criar o nº17, mas não teria o mesmo êxito do que o nº5.

Durante a Segunda Guerra Mundial, Chanel fecha a sua casa e envolve-se, amorosamente, com um oficial Alemão. Reabre em 1954.

No final da guerra, os franceses conceituam este romance mal e deixam de frequentar a sua casa. Nesta década, Chanel vai ter muitos problemas económicos e vai ter de pensar numa solução. E para manter a casa aberta, Chanel, iria começar a vender as suas roupas nos EUA.

Devido à morte do Presidente Kennedy e ao facto da sua esposa ser admiradora da Chanel, faz com que Chanel comece a aparecer nas revistas de moda com a criação do seu tailleur (casaco, fato e sapatos) e também com que volte a residir de novo em França.

Falece no Hotel Ritz em 1971 onde vivia. O seu funeral foi assistido por centenas de pessoas que levaram as suas roupas em sinal de homenagem.


Papa Gregório X

Publicado pelo Keeper of the Diary no dia 10 de Janeiro de 2007 às 19:53

Gregório XBeato Gregório X, nascido Theobald Visconti, em Veneza, no ano de 1210, faleceu em Arezzo a 10 de Janeiro de 1276. Gregório X foi Papa entre 1271 e 1276.

Teobald Visconti, foi monge da Ordem Cisterniense. Italiano de nascimento, gastou a maioria da sua carreira eclesiástica nos Países Baixos. Era um homem severo e de grande dignidade. Foi amigo de São Tomás de Aquino e conselheiro dos reis da Inglaterra e da França.

Sucedeu a Clemente IV após três anos de Sé Vacante, devido às divisões entre os cardeais, sendo o maior período de vacância registado em toda a história da Igreja. Os cardeais franceses e italianos quiseram um papa do seu país devido à situação política com Carlos de Anjou. O impasse foi quebrado finalmente quando os cidadãos de Viterbo, onde os cardeais estavam reunidos, removeram o telhado do edifício onde os cardeais estavam reunidos e trancando-os, dando-lhes comer pão e água. Três dias mais tarde, o papa Gregório X foi eleito. Desde então, os cardeais elegem um Papa, sempre trancados à chave.

Gregório X foi considerado uma escolha forte porque embora fosse italiano, tinha gastado a maioria da sua carreira no norte dos Alpes e assim não estava envolvido em controvérsias políticas italianas recentes. A sua eleição veio como uma surpresa completa, pois quando eleito estava envolvido na Nona Cruzada a São João de Acre com Eduardo I de Inglaterra na Palestina.

Enquanto ainda era Cardeal, ajudou os irmãos Nicolau e Mateo Polo, tio e pai de Marco Polo, quando eles voltavam da China, governada por Kublai Khan, à sua pátria, a cidade de Veneza.

Promulgou a Bula De Regno Portugaliae em 1276, que reconhecia o Reino de Portugal, como um reino cristão independente, já no reinado do rei português D. Afonso III, o Bolonhês. À chegada a Roma o seu primeiro acto foi reunir um concílio que teve lugar em Lyon em 1274, que debateu o Cisma da Páscoa, a condição da Terra Santa e os abusos da Igreja Católica. Foi no regresso de uma das sessões do concílio que faleceu, em Arezzo.

A Gregório X deve-se a bula, incorporada no código de direito canónico, que continua a regular os conclaves para a eleição papal.

O Papa Gregório X foi beatificado em 1713.


O Tratado de Versalhes

Publicado pelo Keeper of the Diary no dia 10 de Janeiro de 2007 às 19:46

Presidente americanoO Tratado de Versalhes de 10 de Janeiro de 1919 foi um tratado de paz assinado pelas potências europeias que encerrou oficialmente a Primeira Guerra Mundial. Após seis meses de negociações, em Paris, o tratado foi assinado como uma continuação do armistício de Novembro de 1918, em Compiègne, que tinha posto um fim aos confrontos. O principal ponto do tratado determinava que a Alemanha aceitasse todas as responsabilidades por causar a guerra e que, sob os termos dos artigos 231-247, fizesse reparações a um certo número de nações da Tríplice Entente.

Os termos impostos à Alemanha incluíam a perda de uma parte do seu território para um número de nações fronteiriças, de todas as colónias sobre o oceano e sobre o continente africano, e uma restrição ao tamanho do exército. A Alemanha também aceitou reconhecer a independência da Áustria. O ministro alemão do exterior, Hermann Müller, assinou o tratado a 28 de Junho de 1919. O tratado foi ratificado pela Liga das Nações a 10 de Janeiro de 1920. Na Alemanha o tratado causou choque e humilhação na população, o que contribuiu para a queda da República de Weimar em 1933 e a ascensão do Nazismo.

As Condições

Propaganda Anti-alemãO tratado tinha criado a Liga das Nações, um dos objectivos do Presidente americano Woodrow Wilson. A Liga das Nações pretendia arbitrar disputas internacionais e por meio disso evitar futuras guerras. Só quatro dos Quatorze Pontos (consultar publicação anterior) de Wilson foram concretizados, já que Wilson era obrigado a negociar com Clemenceau, Lloyd George e Orlando alguns pontos para conseguir a aprovação para criação da Liga das Nações. A visão mais comum era que a França de Clemenceau era a mais vigorosa na luta por uma represália contra a Alemanha, já que grande parte da guerra tinha sido no solo francês.

Outras cláusulas incluíam a perda as Colónias alemãs e dos territórios que o país tinha anexado ou invadido num passado recente:

  • Alsácia e Lorena seriam devolvidas à França;
  • Sonderjutlândia seria devolvida a Dinamarca, através de referendo local;
  • As províncias de Posen e Prússia Ocidental são devolvidas à Polónia;
  • Hlučínsko, região da Alta Silésia para a Checoslováquia;
  • Parte leste da Alta Silésia para a Polónia;
  • As cidades alemãs de Eupen e Malmedy para a Bélgica;
  • A região de Soldau da Prússia Oriental à Polónia;
  • A província de Sarre para o comando da Liga das Nações por 15 anos;
  • A cidade de Danzig para a Liga das Nações por 15 anos.


Questão Militar

Primeira Guerra MundialA perda francesa das regiões da Alsácia e Lorena após a derrota na Guerra franco-prussiana e a destruição e a pilhagem da França setentrional pelas forças alemãs que retiravam nos dias finais da guerra, em 1918, contribuíram para a posição firme da França, exigindo reparações e a devolução do território.

Com o tratado o exército Alemanha foi restrito a 100.000 soldados, não sendo permitido tanques ou artilharia pesada. Já a marinha foi restrita a 15.000 marinheiros, com a proibição de submarinos enquanto a esquadra foi limitada a seis navios de guerra, seis cruzadores e 12 contratorpedeiros. Já a aviação alemã (Luftwaffe) foi proibida de funcionar.


Foral de Sintra

Publicado pelo Keeper of the Diary no dia 9 de Janeiro de 2007 às 16:57

Sintra é uma vila portuguesa na região de Lisboa, com cerca de 9 300 habitantes.

É sede de um município com 316,06 km² de área e 363 749 habitantes, subdividido em 20 freguesias. O município é limitado a norte pelo município de Mafra, a leste por Loures, a sueste pela Amadora, a sul por Oeiras e Cascais e a oeste tem litoral no oceano Atlântico.

A origem de Sintra tem raízes tão longas como a da própria Nação. A serra e a planície foram habitadas desde tempos remotos, como atestam e existência de dólmens e necrópoles bem como outras relíquias como os utensílios pré-históricos em exposição no Museu Municipal. Da ocupação romana porém, restam apenas lápides e urnas funerárias, junto do mausoléu circular, no Museu Arqueológico de Odrinhas. Os romanos chamavam à serra de Sintra Mons Lunae ou Montanhas da Lua.

Foi conquistada por D. Afonso Henriques aos Mouros em 1147, logo após a tomada de Lisboa, recebendo o seu foral no dia 9 de Janeiro de 1154. Apesar de manter ainda hoje o estatuto de Vila, o concelho possui várias outras freguesias, consideradas vilas e até cidades.


Marco Polo

Publicado pelo Keeper of the Diary no dia 8 de Janeiro de 2007 às 20:57

Marco PoloMarco Polo nasceu na República de Veneza em 1254, tendo falecido em Veneza no dia 8 de Janeiro de 1324.

Marco Polo foi um viajante veneziano do fim da Idade Média. Juntamente com o seu pai, Nicolau Polo, e o seu tio, Maffeo, foi um dos primeiros ocidentais a percorrer a Rota da Seda. O seu relato detalhado das suas viagens pelo oriente, incluindo à China, foi durante muito tempo uma das poucas fontes de informação sobre a Ásia no ocidente.

Dirigiram-se à corte do rei mongol Kublai Khan e, ao seu serviço, percorreram a Tartária, a China e a Indochina. Depois de regressarem a Veneza, Marco comandou uma galera na guerra contra Génova, acabando por ser feito prisioneiro. Durante o cativeiro, ditou as suas aventuras de viagem a um prisioneiro, Rusticiano de Pisa, que foram traduzidas em latim, em 1315, pelo frei Francisco Pipino. Em 1485, depois de traduzidas em várias línguas, foram impressas. A primeira tradução portuguesa impressa surgiu em 1502, sob o título de Livro de Marco Paulo, sendo que a forma Marco Polo só mais tarde se tornaria vulgar em língua portuguesa.


Papa Celestino III

Publicado pelo Keeper of the Diary no dia 8 de Janeiro de 2007 às 20:54

Celestino IIIPapa Celestino III, nascido Jacinto Borboni-Orsini em 1106, faleceu a 8 de Janeiro de 1198.

Celestino III foi Papa de 30 de Março de 1191 até à data da sua morte, tendo sido o 175º pontífice da Igreja Católica Romana. Teve 2 membros da sua família também Papas, via a linhagem de um dos seus irmãos, os Papas Nicolau III e Bento XIII.


Os famosos Quatorze Pontos

Publicado pelo Keeper of the Diary no dia 8 de Janeiro de 2007 às 20:51

O Presidente no CongressoO famoso discurso dos Quatorze Pontos, realizado pelo Presidente norte-americano Woodrow Wilson, no seu discurso ao Congresso dos EUA, a 8 de Janeiro de 1918, foi a base para a reconstrução europeia, após a Primeira Guerra Mundial.

Os Pontos:

  • Exigência da eliminação da diplomacia secreta em favor de acordos públicos;
  • liberdade nos mares;
  • abolição das barreiras económicas entre os países;
  • redução dos armamentos nacionais;
  • redefinição da política colonialista, levando em consideração o interesse dos povos colonizados;
  • retirada dos exércitos de ocupação da Rússia;
  • restauração da independência da Bélgica;
  • restituição da Alsácia e Lorena à França;
  • reformulação das fronteiras italianas;
  • reconhecimento do direito ao desenvolvimento autónomo dos povos da Áustria-Hungria (fim do Império Austro-Hungaro);
  • restauração da Roménia, da Sérvia e do Montenegro, como também dar de novo o direito de acesso ao mar para a Sérvia;
  • reconhecimento do direito ao desenvolvimento autónomo do povo da Turquia e abertura permanente dos estreitos que ligam o mar Negro ao Mediterrâneo;
  • independência da Polónia;
  • criação da Liga das Nações.

Principado do Mónaco

Publicado pelo Keeper of the Diary no dia 8 de Janeiro de 2007 às 20:45

LocalizaçãoFoi hoje, em 1297, consagrada a Independência do Mónaco.

A área hoje ocupada pelo Principado de Mónaco já era habitada desde a pré-história. Um rochedo, projectado sobre as águas do Mar Mediterrâneo, serviu de refúgio a várias populações primitivas. Os lígures, primeiros habitantes sedentários da região, eram montanheses acostumados a trabalhar em condições adversas. A costa e o porto eram a saída para o mar de um destes povoados lígures, Oratelli de Peille.

A região foi ocupada por fenícios, gregos e cartagineses, e em seguida pelos romanos. No final do século II a.C., o Mónaco passou a ser parte da Província dos Alpes Marítimos. Durante a ocupação, os romanos edificaram em La Turbie, o Troféu de Augusto, que celebra o triunfo das suas campanhas militares.

A partir da queda do Império Romano, no século V, a região foi invadida por diversos povos. No século VII tornou-se parte do reino lombardo e no século seguinte, do reino de Arles. Esteve sob o domínio muçulmano após a invasão dos sarracenos. A partir do século X, após a expulsão dos sarracenos pelo Conde de Provença, a região começou a ser povoada pouco a pouco.

Vários séculos e muitos conflitos depois, o Mónaco mantém a independência, sendo um Brasão de Armasdos poucos principados ainda existentes na Europa.

Recentemente, uma nova constituição, promulgada em 1962, aboliu a pena de morte, permitiu o voto feminino e nomeou uma Corte Suprema para garantir as liberdades básicas. Em Maio de 1993, o Principado tornou-se membro oficial das Organizações das Nações Unidas. O Mónaco é também sede de um GP de Fórmula 1 e do importante Instituto Oceanográfico, que já foi dirigido por Jacques Cousteau.


- posts antigos »



POSTS RECOMENDADOS



OPORTUNIDADE

Gostava de escrever um blogue seu, integrado nesta rede, sobre um dos seguintes temas (ou tem uma área de interesse sobre a qual o entusiasmasse escrever com regularidade)? Jogos (consolas, online, novidades), numismática, filatelia, energia nuclear (e alternativas), gastronomia e enologia, viagens (sugestões, programas, pechinchas), indústria da moda, saúde e ocupações para tempos livres (bendita reforma). Contacte-nos.